SEDUC inicia série de visitas técnicas as escolas na zona rural de Areia

Na ultima sexta-feira, 29, a Secretária da Educação, Janaína Azevedo, a na zona rural do município Coordenadora Edilene de França, a Engenheira Assíria Lemos e o Eletricista Sr. José, realizaram uma visita técnica em duas Escolas na zona rural do município: José Inácio, em Gravatá; e Neném Silva, Pindoba e a No inicio desta semana a unidade a ser visitada será a Escola Maria Emília Maracajá, que foi símbolo de resistência ao fechamento das pequenas e distantes escolas do campo.
O objetivo dessas visitas é fazer um levantamento das necessidades das escolas, no tocante às suas instalações físicas, para pequenas e médias reformas. “Essas escolas estão necessitando, com urgência, de melhoramentos, em sua estrutura, para atender, com eficácia, toda a comunidade escolar”. Disse a Secretária Janaina Azevedo.

A escola Neném Silva, já na divisa com Alagoinha, foi construída em 1975, pelo ex-prefeito, Elson da Cunha Lima, o pai de Dr. Elsinho. Agora, mais de 40 anos depois, ela necessita de mais uma sala de aula, de uma entrada para banheiro e cozinha por dentro da escola (é por fora), troca das tesouras que sustentam todo o telhado, reforma dos únicos dois banheiros existentes, que não possuem sequer descarga e ampliação da cozinha, além da troca do piso e de concluir a instalação do poço artesiano, para tornar a escola sustentável, sem falarmos em mobiliários, como estantes, armários e birôs.

A escola de Gravatá, por sua vez, que já teve uma sala de aula construída na gestão passada, ainda precisa de uma sala para diretoria (a Secretaria está instalada no corredor), mudança de toda a parte elétrica, calhas, pois chove mais dentro que fora, em tempos de invernada, espaço fechado para os alunos brincarem (pedido das mães) portão, mobiliários, computadores e, um retelhamento e forração urgentes, pois os morcegos fizeram morada na escola.

As pequenas escolas do campo necessitam de um olhar cuidadoso e acolhedor de nossa parte, em sua estrutura física e na parte pedagógicas. A escola, nesses lugares, é a única instituição pública presente, é o elo entre população e poder público. A zona rural em si necessita desse olhar de atenção, zelo, de oportunidade. Unir a necessidade puramente física e material à necessidade humana, esta última um dos pilares do Novo Tempo da gestão. A Prefeita Dra Silvia e a Vice-prefeita Dona Marília estão cientes dessas necessidades e têm mantido o diálogo aberto sobre a necessidade de melhorias urgentes nessas três escolas.

A comunidade de Pindoba está eufórica, pudemos observar nas últimas visitas, em contato com alguns moradores dali. Tem sido prazeroso “estar com” e ouvir o povo.

COMPARTILHAR